Plus500

31.3.09

Mercadinho sinistro...

Mal pude acompanhar a bolsa durante a manhã. Ainda tentei fazer conforme a sugestão que recebi do JP - listar os demais fóruns na chamada de abertura do MI. Mas para uma solução definitiva eu precisaria de tempo.

Enfim... está tudo me parecendo muito estranho. Europa com altas expressivas, Wall Street em boa valorização e aqui a Bovespa sobe 1%... sem a Petrobras, e com a Vale contida!

Siderúrgicas, bancos, elétricas, construtoras e o setor de consumo estão sustentando o índice.

Quando mais precisamos das bluechips para ajudar, elas destoam... e ficamos assim!

E hoje é o último pregão do mês.... talvez por isso, alguma surpresa ainda possa acontecer durante o dia.

A primeira eu já descobri: UBBR11 deixou de ser negociada! ;-)

Abs ^v^

Acompanhe o mercado pelo Fórum Monitor Financeiro

2 comentários:

Fernando disse...

Meu caro Marcio,

Eu venho tendo, há quase 1 ano, uma visão tão negativa desta crise, que quando tenho lampejos de otimismo acho que devo dividir com os amigos.

Algo me diz ("educated guess") que podemos ter atingido o fundo do poço, no quesito desorganização econômica que a restrição de crédito trouxe para o Brasil.

Creio que se nenhuma catástrofe internacional irradiar más notícias para o Brasil, poderemos ver o país reiniciar uma nova trajetória de crescimento, lenta, gradual, sem 'fireworks', a partir de um patamar muito mais baixo. Mas de crescimento e é isso que importa agora.

Eu não ouso aconselhar os amigos do Seagull e do Monitor sobre estratégias de mercado, até porque ele flutua ao sabor de muitas outras variáveis, mas espero que estes meus pitacos ajudem na discussão do grupo.

Aqui os pitacos: http://blogdocredito.wordpress.com/2009/04/01/brasil-discutindo-prejuizos-bilionarios-das-empresas/

Com meu abraço,
Fernando

Seagull disse...

Caro Fernando,

Você sempre faz leituras muito pertinentes. Sou frequentador assíduo do Blog do Crédito, e gostaria até de poder comentar mais suas postagens.

Educated Guess é uma coisa de gentleman! :-)

Na prática, em relação ao mercado, muitos são tomados pelo "wishfull thinking".

E estes desejos mais íntimos, quando afloram na pele, costumam se transformar em euforia. É nessa hora que precisamos de cautela.

A bolsa não é racional, mas se agirmos pelo emocional, o perigo aumenta.

Creio mesmo que o mercado vai se recuperar antes da economia. E o Brasil está, de fato, bem posicionado neste contexto.

Vamos ver... eu sempre procurei ser conservador em meus investimentos - mesmo adotando posturas agressivas pontualmente.

Se depender da minha torcida a coisa engrena. Pena que dá arquibancada (ou camarote) não dá para chutar a bola em gol! rs

Grande abraço ^v^