Plus500

17.2.09

Sobre o debate

No que se refere às nossas investidas em bolsa de valores, o que realmente importa não é o método que se utiliza. Acima disso está o fato dele ser comprovadamente vencedor. Isto significa que a quantidade de acertos não é tão relevante quanto o que isto representa em termos de ganhos financeiros.

Quem é capaz de discordar que prefere errar 9 trades de 100 reais, e acertar apenas um (em dez), mas com este dando um lucro de R$5.000???

Da mesma forma tem gente que acerta 70/80% dos trades, mas o resultado da soma final é negativo!

A resposta para isso está no money mangement e controle de risco.

Outra coisa é acertar no virtual... isto não traz dinheiro para ninguém. E qual é a objetivo de estarmos aqui, brigando diariamente contra nós mesmos, e desafiando todo o mercado?

Uma coisa eu tenho certeza: não adianta querer ser um vencedor na bolsa, se fracassamos em nossas maiores responsabilidades. De que adianta ser bem sucedido na carreira se a família está em desarmonia? A felicidade não será completa e isto afeta o lado psicológico, essencial para mantermos o equilíbrio nas tomadas de decisão. Não quero dizer com isso que uma pessoa seja "obrigada" a ficar casada com outra pela vida inteira. Conheço muita gente que só foi feliz no segundo ou terceiro casamento... e outras que nunca casaram mas sentem-se realizadas consigo mesmo. O fato de haver uma separação é que nem sempre ela precisa ser traumática, fazendo com que um ex-casal se torne inimigo. Principalmente quando há filhos no meio.

Bem, quero deixar claro que o fórum não é um consultório sentimental, mas não há como separar a vida de cada um, de sua familia, e trabalho. Da mesma forma, como alguém pode sentir-se confortável em seus investimentos se não consegue administrar suas finanças, patrimônio e vida pessoal de maneira equilibrada?

As coisas embora possam parecer dissociadas, são intimamente relacionadas.

A finalidade do dinheiro não é apenas fazer enriquecer. Mas proporcionar felicidade!

Abs ^v^

Quem perdeu alguma coisa pode encontrar no Fórum MI

3 comentários:

patricia disse...

Vou discordar Seagull. Entendo que essas coisas estão dissociadas.
Tenho amigos que têm uma família linda, ganham bem mas não sabem aplicar e embora viajem bastante,tenham carros novos e vivam em restaurantes badalados estão sempre complicados financeiramente.
Outros não vivem bem com a família mas têm garra e força de trabalho impressionantes, o que os faz enriquecer mais e mais.
Se eu pudesse optar optaria por menos dinheiro e mais família.
Pra mim, que sou mulher e mais sensível, a família vem em primeiro lugar.

Seagull disse...

Pois é Patrícia... nem sempre as coisas estão diretamente relacionadas.

Mas o que eu percebo é que pessoas com a carreira, situação patrimonial e família bem estruturadas têm uma maior tendência a serem bem sucedidas e suas "investidas" na bolsa de valores.

Independente do sexo, eu concordo plenamente com vc.

Família em primeiro lugar.

E mais do que isso, ainda creio que atrás (ou ao lado!) de um homem vencedor deve existir uma grande mulher! :-)

Bjão ^v^

Seagull disse...

E vice-versa! :-)