Plus500

28.6.07

Mercados na espera do FED


DJIA sem grandes mudanças desde a última postagem. Os pontos continuam os mesmos, depois que testou o suporte em 13,250 e voltou para cima da M50. Mas o pull back na LTA perdida pode se confirmar após o anúncio da decisão do FOMC quanto às taxas de juros americanas.

Por enquanto os US Markets operam com relativa estabilidade apesar da preocupação com as pressões inflacionárias. O PCE - núcleo do índice de gastos no consumo - indicou aumento acima do previsto (2,4%), o que está sendo contrabalançado pela revisão do PIB (Growth Domestic Product - GDP) no trimestre, ficando abaixo da expectativa (0,7%).

Manutenção ou aumento da taxa!?! ^v^


3 comentários:

Seagull disse...

Por aqui a Bovespa parece pronta para acompanhar a largada!!! ;-)

lauro bonfim disse...

Esses indicadores reforçam dois aspectos da economia americana que têm gerado preocupação, especulações no mercado e maior volatilidade. De um lado, o risco de uma desaceleração mais forte da atividade. De outro, pressões inflacionárias ainda persistentes, que podem levar inclusive a alguma elevação, mas á frente, dos juros básicos, contrariando a aposta dominante que ainda é de estabilidade a médio prazo para posterior retomada do movimento de baixa.

Com esses números, porém, fica mais difícil alguma mudança dos juros básicos no curto prazo. Qualquer mudança pode ter efeitos colaterais negativos. Se o FED elevasse os juros, para esfriar as pressões sobre a inflação, poderia prejudicar mais a atividade, inclusive no setor imobiliário que é um dos que causam maior preocupação, até pelos desdobramentos que pode ter no mercado financeiro. Por outro lado, se derrubasse os juros para estimular a atividade poderia estimular também a inflação. De qualquer modo, os pronunciamentos do FED, posteriores à definição da taxa, são aguardados com ansiedade, justamente pela possibilidade de trazerem alguma indicação do que esperar da política monetária. Até que ponto dados como esses, divulgados hoje, podem influenciar futuras decisões.

Seagull disse...

É Lauro,

os mercados americanos vão ficar ensaboados até depois das 15hs.

O problema não vai ser a decisão de manter a taxa em si, mas o conteúdo do "Statement", que pode trazer alguma coisa nas entrelinhas (ou até explicitamente) para colocar mais lenha nesta fogueira!

Algo deve acontecer... e a paulada não vai ser fraca - seja para que lado for! ;-)